segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

As pessoas que vão ao veterinário são melhores pessoas.


Tenho chegado a esta conclusão.

O meu Bobby está com um abcesso num dente, que lhe provocou uma ferida feia externamente, e por isso temos andado desde sábado na correria para o veterinário, para limpar a ferida. E lá anda ele de colar (aquela coisa branca e grande que parece a parte de cima de um candeeiro ), insatisfeito da vida.



Entretanto, já nos cruzámos por lá com uma senhora que queria tosquiar um cão que lhe apareceu à porta e ficar com ele porque «agora não vou deixar o bicho sozinho», com uma senhora que se reúne com amigas e paga a meias os tratamentos de animais vadios (e tem uma ovelha e um carneiro só porque sim) e com pessoas que falam para os animais como se fossem bebés.



E pronto, isto tudo levou-me à conclusão que está inscrita no título do post. As pessoas que vão ao veterinário são melhores pessoas. Pelo menos, até agora, só tenho encontrado gente fabulosa e inspiradora por lá. De cada vez que lá vou, regresso com uma história nova para contar. Às vezes a história é mais rica do que uma sessão de cinema. Quantas vezes.